Category Archives: do arco da lira

poesia e correlatos

abandono

Posted in athena, do arco da lira Tagged , ,

revir

só ao findar do dia torno à minha casa mas que retorno pode haver se o que torna não é o mesmo que parte se aquilo que fica e te acolhe no fim da trilha já não é senão o … Continue reading

Posted in do arco da lira Tagged

fôssemos pensar das laranjas o gosto comeríamos pouco doutras coisas e por fim diríamos palavras que não se comem e que nada sabem do que nos toca a língua.

Posted in do arco da lira

poesia com sentimento

Dentre os poetas gaúchos que lançaram o seu primeiro livre recentemente, um dos nomes mais interessantes é o de Jaime Medeiros Jr. Seu livro Na ante-sala (Ed. Portopoesia e Ed. Território das Artes, 200 traz à tona uma delicadeza sentimental … Continue reading

Posted in about me, do arco da lira, doutras nauticas Tagged ,

23/09/11

  começo a viagem com eles chegando ao caminho das pedras interdito ele afável ela em seu jeito natural eles sabem onde vão eu sei e por isto mesmo alhures testifico faço um primeiro pesponto espargindo um pouco da solução … Continue reading

Posted in do arco da lira

Um percurso textual Na ante-sala

Os poemas de Jaime Medeiros Jr parecem confirmar a opinião de um jovem romancista inglês quanto ao lugar do humor no interior de uma obra literária. Isto é, segundo o escritor, o humor é importante, mas não deve ter a … Continue reading

Posted in do arco da lira Tagged ,

dos meio-sonetos

pequenos pássaros nos fios de luz lembram a rua da casa de minha tia em tempos em que ainda se via o tesourinha cortando as tristezas de quem via trás o vidro do quarto de minhas primas mundo em prima facie e nem … Continue reading

Posted in do arco da lira Tagged ,

pequena anotação após ler Augusto dos Anjos

O que há de se buscar num poeta? Nada mais do que aquilo que nele se ergue como belo. Creio que de todo perdemos quando, como modernos, nos acostumamos a medir o mundo com o acento futurístico do novo. Tendemos … Continue reading

Posted in da palavraria, do arco da lira Tagged

na linha tensa da intenção

num só período breve provas antecedem o circo posto em que solução cretina atino atraio o raio me atrapalho e sigo em desalinho comigo o caroço da oração proposta cora-me de calor ancestre rever- bero-me beiro-te e reconsidero o alinhavo … Continue reading

Posted in do arco da lira Tagged

nota nº2 – [da grafia pessoana]

…As minhas leituras predilectas são a repetição de livros banaes que dormem comigo á minha cabeceira. Há dois que me não deixam nunca – a Rethorica do Padre Figueiredo e as Reflexões sobre a língua Portugueza, do Padre Freire… …São … Continue reading

Posted in do arco da lira Tagged , , ,

Mínima animália drummondiana

Me coube escrever sobre Drummond. Me solicitaram. Aceitei, apesar de guardar um certo desconforto. Como cuidar de honrar a grandeza de Carlos sem se descuidar das medidas? Só mais recentemente consegui colocar Drummond em seu devido lugar [li Claro enigma]. … Continue reading

Posted in da palavraria, do arco da lira Tagged , , ,

nota nª 1 – [ler mais os maus poetas?]

“O papel social de um poeta, no entender de Faustino, está ligado de modo indissolúvel à competência com que explora a língua, pois como Eliot e Pound, acreditava que um mau poema degrada a língua – e quando isso acontece … Continue reading

Posted in do arco da lira

tendo em mente uma cena de nostalghia

como se pinta uma intenção ? ele  tinha um resto de vela e estava aqui numa das margens das termas na outra nada que se possa ver de incomum era só ele a vela o vento a dar de tentar … Continue reading

Posted in do arco da lira